IICT  

Junta de Investigações do Ultramar, Centro de Zoologia, A Palanca Real, vol. 2

Author: João Augusto Silva; Local: Malange, Angola; Data: 1971

Membro de: Palanca Real  

Resultados ( 34 encontrados )

Subscribe to the RSS feed for this result setSubscribe to the RSS feed for this result set

  Abstract Views File Downloads
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Corte amorosa.. 18 2
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Corte amorosa.. 17 3
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real em repouso] meio-dia.. 25 3
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Jovem macho comendo folhas e ramos de Julbernardia paniculata.. 25 3
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Jovem macho comendo folhas e ramos de Julbernardia paniculata.. 36 3
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] As folhas novas de Mucuna stans são muito procuradas.. 36 8
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Mas, dentre as não graminosas, a preferencia quase absoluta vai para as folhas leitosas de Diplorhynchus condilocarpon.. 14 2
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Vigna radicans também faz parte da dieta.. 26 2
João Augusto Silva. (1969). [Dieta da palanca real] Bem como a Gardenia jovis-tonantis.. 21 2
João Augusto Silva. (1969). [Dieta da palanca real] Vulgar Isoberlinia angolensis.. 50 5
João Augusto Silva. (1969). Cria dom cerca de três meses.. 18 2
João Augusto Silva. (1969). As crias, que começam a comer logo no segundo mês, mamam poucas vezes e por curtos momentos.. 19 4
João Augusto Silva. (1969). O apelo da primavera.. 25 3
João Augusto Silva. (1969). O macho territorial ronda nos limites do seu domínio, procurando evitar que a manada o abandone.. 28 3
João Augusto Silva. (1969). Depois de prolongado descanso.. 15 2
João Augusto Silva. (1969). Nesta fêmea é bem visível a protuberância na região anterior da base do pescoço, resultante, talvez, da hipertrofia da tiroide.. 19 3
João Augusto Silva. (1969). Nesta fêmea é bem visível a protuberância na região anterior da base do pescoço, resultante, talvez, da hipertrofia da tiroide.. 18 2
João Augusto Silva. (1969). O macho está alerta para evitar que a manada se afaste do seu território privativo.. 26 3
João Augusto Silva. (1969). Surpreendidas a atravessar a "anhara" do Mulundo em plena época das chuvas.. 26 5
João Augusto Silva. (1969). Fêmea idosa.. 15 2
João Augusto Silva. (1969). Ginástica para se libertar dos parasitas.. 18 2
João Augusto Silva. (1969). Aspecto parcial da manada.. 23 3
João Augusto Silva. (1969). Crias, em grupo, gozando a carícia do sol matutino.. 44 3
João Augusto Silva. (1969). Manifestações de ternura [crias de palanca real].. 28 3
João Augusto Silva. (1969). Manifestações de ternura [crias de palanca real].. 21 2
João Augusto Silva. (1969). As palancas reais ruminam, umas para a esquerda e outras para a direita sem nunca mudarem de direção.. 34 3
João Augusto Silva. (1969). [Palanca Real] Atraído pelos odores da fêmea que está algures.. 53 5
João Augusto Silva. (1969). Deambulando no seu território à espera que a manada o visite. [palanca real]. 30 4
João Augusto Silva. (1969). Nas regiões em que a floresta foi devastada a defesa das lavras, contra os Ungulados fitófagos, faz-se por meio de extensas e profundas trincheiras.. 31  
João Augusto Silva. (1969). A jibóia (Python sebae) de carne apreciada e abundante gordura usada como medicamento anti-reumático, fica presa algumas vezes nas armadilhas para o peixe.. 63 7
João Augusto Silva. (1969). Armadilhas (m'zuas) para apanha de peixe.. 18 4
João Augusto Silva. (1969). A extraordinária abundância de peixe nos rios e lagoas fornece a quase totalidade de proteínas consumidas pelo nativo.. 27 4
João Augusto Silva. (1969). Nas lavras abandonadas desenvolvem-se gramíneas, principalmente Imperata cilindrica, que sendo pasto das chamas anuais, dificultam a regenarão da floresta.. 25 1
João Augusto Silva. (1969). [João Augusto Silva e Richard D. Estes ?] viajam num carro anfíbio.. 56 7