IICT  

Missão de Fomento e Povoamento do Zambeze (Tete, Moçambique), Brigada de Geologia e Prospecção Mineira, Campanha de 1963-64

Luís Celestino Silva, geólogo da Junta de Investigações do Ultramar, e Joaquim César Lopes, preparador do departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Área estudada: Chioco, região Djanguire-Piroro (prospecção e pesquisa de fluorite); Author: Luis Celestino de Sousa e Silva; Local: Tete, Moçambique; Data: 1963-1964

Resultados ( 16 encontrados )

Subscribe to the RSS feed for this result setSubscribe to the RSS feed for this result set

  Abstract Views File Downloads
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Queimada e abate de árvores para construção do acampamento do Djanguire. 79 11
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Vista de helicópetro do acampamento do Djanguire: casa de dormir e outras instalações com cobertura de campim. 72 16
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Casa de dormir e sala, com palissada e teto de capim. 120 26
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Rio Luia, a cerca de 100 m do acampamento, em época seca. Poço aberto na areia, para filtragem parcial da água, com palissada para protecção do gado.. 68 5
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Rio Luia numa altura de forte chuvadas. 67 4
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Bancada para exposição e estudo da amostragem colhida nos filões de quarto com fluorite. 78 13
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Imbondeiro de grande dimensão. Comparação da base do tronco com um homem. 70 6
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Aspecto do denso mato na margem do rio Luia. Luís Celestino Silva bebendo água de uma liana.. 82 7
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Helicópetro de apoio às Brigadas da Missão. 68 10
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Elefante morto a cerca de 10 km do acampamento pelo caçador Taúlo (na foto), A carne, depois de seca, era para consumo do pessoal.. 73 8
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Convívio, em fim de semana, com pessoal residente em instalações anexas ao acampamento. “Concurso” de danças locais. 76 15
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Convívio à volta de uma fogueira. 71 14
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Posto administrativo do Chioco. Convívio na quadra do Natal de 1963, com pessoal autóctone e famílias de Zulus instaladas na área.. 78 13
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Posto administrativo do Chioco. Organização de um jogo de futebol feminino entre uma equipa de Zulus (na foto) e uma equipa autóctone.. 85 14
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Convívio, em fim de semana, com pessoal residente em instalações anexas ao acampamento. “Concurso” de danças locais. 73 7
Luis Celestino de Sousa e Silva. (1963). Antílopes (“Pala-Pala”, designação autóctone) mortos pelo caçador profissional senhor Malheiros. A carne destinava-se, essencialmente, a consumo do pessoal trabalhador. 90 6