IICT ACTD

Depoimento de Maria Clara de Freitas

Depoimento de Maria Clara de Freitas. 2013-04-09.
Document type: MO multimedia
Collection: Memória oral  
Attached Files
Name Description MIMEType Size Downloads
ACTD_Depoimento_MCF.pdf   application/pdf 151.55KB 52
MOMCF.jpg   MOMCF image/jpeg 448.04KB 27

Título Depoimento de Maria Clara de Freitas
Entrevistado Maria Clara de Freitas
Biografia Resumida Nasceu em Lisboa em 1930. Licenciou-se em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (1952). Em julho de 1952 foi contratada pela Junta das Missões Geográficas e de Investigações do Ultramar para exercer funções no Laboratório de Histologia e Tecnologia das Madeiras. Entre 1956 e 1966 continuou a trabalhar no LHTM mas na qualidade de assalariada. Em 1967 foi contratada como chefe de serviços da Universidade de Lourenço Marques para montar e dirigir o Laboratório de Madeiras. Promovida a técnico-investigador no ano seguinte, permaneceu nesse cargo até julho de 1976, quando regressou a Portugal e ingressou no Quadro Geral de Adidos. Em julho de 1977 voltou ao LHTM (designado Centro de Estudos de Tecnologia Florestal em 1983) da renomeada Junta de Investigações Científicas do Ultramar (IICT a partir de 1983). Além de investigadora, dirigiu aquela unidade de investigação, entre novembro de 1980 e fevereiro de 1985. Aposentou-se em 1992. Ao longo da sua carreira de investigação dedicou-se sobretudo ao estudo do lenho das espécies florestais de origem tropical.
Resumo Maria Clara de Freitas fala das suas origens familiares, da ocupação dos seus pais e do seu percurso escolar no ensino primário e no Liceu Maria Amália Vaz de Carvalho. Recorda a sua experiência universitária na Faculdade de Ciências de Lisboa, no curso de Biologia, o estágio com o Professor Flávio Resende e o gosto pela investigação. Dá conta da sua contratação pela Junta de Investigações do Ultramar, para desempenhar funções no Laboratório de Histologia e Tecnologia das Madeiras, fundado e dirigido pelo Engenheiro Luís Seabra. Descreve com pormenor as práticas profissionais e os trabalhos a que se dedicou no LHTM. Faz referência ao casamento e ao nascimento dos filhos, o que a levou a trabalhar a tempo parcial entre 1956 e 1966. Os anos passados na Universidade de Lourenço Marques, onde montou o Laboratório de Madeiras, continuou a dedicar-se à investigação, e exerceu funções docentes, são igualmente recordados com detalhe. Revisita o período do regresso a Portugal, em 1976, e o reingresso no LHTM, assim como as actividades de pesquisa, a coordenação de estágios, a direção do Centro de Estudos de Tecnologia Florestal, e os trabalhos então publicados. Finalmente, refere-se à família e às ocupações após a sua aposentação em 1992.
Local Carcavelos
Data 2013-04-09
Língua Português
Palavras-chave / Keywords
1.Laboratório de Histologia e Tecnologia Florestal
2.Tecnologia Florestal
3.Madeiras Tropicais
4.Flávio Resende
5.Luís Seabra
6.Universidade de Lourenço Marques
7.Moçambique
Tipo de recurso sound recording-nonmusical
Suporte MP3
Duração 02:19'
Entrevistador Cláudia Castelo
Registo e Edição Cláudia Castelo
Copyright IICT
Proveniência Projecto «Património científico: colecções e memórias»
Instituição Detentora IICT
 
 
Access Statistics: 637 Abstract Views, 79 File Downloads Detailed Statistics
Created: Tue, 03 Sep 2013, 13:17:29 WET by Administrator. Detailed History
Preview (click the image for a larger version)