IICT ACTD

Depoimento de Adriano José Alves Moreira

Depoimento de Adriano José Alves Moreira. 2010-04-07.
Document type: MO multimedia
Collection: Memória oral  
Attached Files
Name Description MIMEType Size Downloads
ACTD_Depoimento_AM.pdf   application/pdf 97.29KB 60
AM.mp4   Video video/mp4 95.22MB 194

Título Depoimento de Adriano José Alves Moreira
Entrevistado Adriano José Alves Moreira
Biografia Resumida Nasceu em Grijó de Vale Benfeito (Macedo de Cavaleiros) em 1922. Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa (1944), doutor em Direito pela Universidade Compultense de Madrid. Director do Centro de Estudos Políticos e Sociais da Junta de Investigações do Ultramar (1956-1969). Professor da Escola Superior Colonial a partir de 1948. Director do Instituto Superior de Estudos Ultramarinos/Instituto Superior de Ciências Sociais e Política Ultramarina (1958-1969). Subsecretário de Estado do Ultramar (1960-61) e ministro do Ultramar (1961-62). Professor catedrático jubilado do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.
Resumo Nesta entrevista Adriano Moreira fala sobre os antecedentes da criação do Centro de Estudos Políticos e Sociais (CEPS), tendo sido um dos seus objectivos colmatar o atraso do ensino e da investigação nacional sobre os problemas sociais e políticos do continente africano. A sua actividade enquanto docente da Escola Superior Colonial e posteriormente no Instituto Superior de Estudos Ultramarinos é referida, dando destaque à introdução de novas disciplinas como Política Ultramarina, Ciência Política, Relações Internacionais e Estratégia. Dá exemplos da contribuição da investigação efectuada em diferentes áreas para o desenvolvimento dos territórios ultramarinos, relembrando a importância actual do património existente nas instituições herdeiras da Junta para o reforço da cooperação entre os países da CPLP. As reformas na administração ultramarina introduzidas na sequência dos primeiros estudos do CEPS e a sua acção enquanto Ministro do Ultramar, nomeadamente a revogação do estatuto dos indígenas e as novas leis laborais, são também abordadas nesta entrevista. Adriano Moreira fala ainda do Centro de Estudos de Antropologia Cultural e do papel de Jorge Dias no desenvolvimento da antropologia cultural e a sua importância para o conhecimento dos territórios africanos. Reconhece ainda a forte influência de Gilberto Freyre e do pensamento luso-tropicalista.
Local Lisboa
Data 2010-04-07
Língua Português
Palavras-chave / Keywords
1.Centro de Estudos Políticos e Sociais
2.Instituto Superior de estudos Ultramarinos
3.Escola Superior Colonial
4.Política Ultramarina
5.Ciência Política
6.Ministério do Ultramar
7.Cooperação
8.CPLP
9.Luso-tropicalismo
10.Centro de Estudos de Antropologia Cultural
11.Sociedade de Geografia
Tipo de recurso moving image
Suporte Mini-dv
Entrevistador Cláudia Castelo
Registo e Edição Rogério Abreu
Copyright IICT
Proveniência Projecto «Património científico: colecções e memórias»
Instituição Detentora IICT
 
 
Access Statistics: 424 Abstract Views, 257 File Downloads Detailed Statistics
Created: Tue, 23 Oct 2012, 12:20:00 WET by Administrator. Detailed History
Preview (click the image for a larger version)